Pages

17 de out de 2009

FEC entrega documentos ao MP

Saulo Maciel, vice-presidente da FEC, Maycon Prado, presidente da FEC e Jonata Ferreira secretário.

Dirigentes da Federação dos Estudantes de Campos (FEC) entregaram na tarde de ontem (16) ao Ministério Público Estadual toda a documentação do processo eleitoral da entidade que aconteceu em agosto desse ano. Mais de 300 páginas de documentos compõem o processo, que foi encaminhado para a 1º Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude.

De acordo com a nova diretoria da FEC, a medida preventiva foi tomada para evitar que grupos que controlavam a entidade anteriormente questionem a legitimidade do pleito para permanecer à frente da entidade. Maycon afirmou ainda que os antigos dirigentes da entidade usavam a FEC para interesses pessoais, principal razão que afastou os estudantes da entidade.

"Não temos nada a esconder. Nossa eleição foi totalmente transparente e democrática e contou com a participação dos grêmios estudantis. A antiga gestão alega ter realizado um congresso fictício, mas não mostrou nenhuma foto do evento", contestou Maycon Prado, presidente da FEC, que foi eleito para defender os interesses dos estudantes em agosto no Centro de Convenções da Uenf com o aval de cerca de 300 estudantes.

Segundo Maycon, a última gestão da FEC ficou marcada por inúmeras irregularidades, sobretudo por não entregar carteirinhas que já haviam sido pagas por estudantes em 2005. Segundo ele, também foi pedido ao MP que solicite o relatório contábil e patrimonial da FEC desde o ano de 2005.

"Queremos saber aonde estão os bens da FEC como mobília e cumputadores. Vamos exigir que tudo isso retorne para o patrimônio que é dos estudantes. Também queremos a prestação de contas dos últimos anos para saber onde foi empregado o dinheiro do convênio que a FEC mantinha com a prefeitura na época", destacou Maycon, defendendo que os ex-dirigentes que cometeram irregularidades devem ser punidos.

O processo entregue ao Ministério Público será apreciado pela Promotoria que poderá instaurar ação civil pública após apurar os fatos. A FEC é a entidade estudantil mais antiga do Brasil e a nova diretoria eleita promete fazer uma gestão independente e aguerrida.

Nenhum comentário: