Pages

11 de jun de 2009

Professor relata ação violenta da tropa de choque na USP

O professor Pablo Ortellado, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades, da Universidade de São Paulo, relata com indignação a ação da tropa de choque da Polícia Militar no campus da USP. Ortellado defende que a comunidade acadêmica deve se mobilizar "diante desses fatos gravíssimos, que atentam contra o diálogo, o bom senso e a liberdade de pensamento e ação". "Hoje me envergonho da nossa universidade ser dirigida por uma reitora que, alertada dos riscos, autorizou que essa barbárie acontecesse num campus universitário", afirma.
Pablo Ortellado

Veja mais aqui.

Fonte: Carta maior

Um comentário:

Anônimo disse...

Porque o Jornal Nacional não apresentou isso em suas reportagens? A campanha presidencial para o PIG já começou!
José Renato Júnior.